Etecs e Senai-SP, campeões na categoria, formam mais de 100 mil por ano

O desemprego, que já atinge mais de 12 milhões de brasileiros, passa longe da maioria dos jovens que cursam escolas de nível técnico.
Entre os 81 mil técnicos que se formam anualmente nas 223 escolas técnicas (Etecs) do estado de São Paulo, 70% conseguem emprego em menos de um ano.
"Há tempos não conseguimos atender à demanda, que tem sido até quatro vezes maior", diz Almério de Araújo, coordenador de ensino do Centro Paula Souza, autarquia que administra as Etecs.
Jovens de 14 a 18 anos formam a base dos estudantes. Segundo Araújo, 80% vêm de famílias com renda até cinco salários mínimos.
Eles passam de um a três anos em sala de aula e podem unir a formação técnica ao currículo regular do ensino médio. "É um público que quer chegar ao nível superior, o que metade deles de fato consegue, mas todos precisam entrar rapidamente no mercado de trabalho."
Para se matricular em qualquer um dos 171 cursos, é preciso enfrentar um disputado vestibulinho. Para os cursos mais procurados, como os que conjugam ensino médio e técnico em administração, há mais de oito candidatos por vaga. Segundo Araújo, a meta do Centro Paula Souza é aumentar rapidamente a oferta de vagas. "Nosso objetivo, até 2025, é formar 120 mil alunos por ano."
Na opinião do gerente de educação do Senai-SP, Clecios Vinicius Batista e Silva, a educação de nível superior sempre foi mais valorizada no Brasil do que a formação técnica. Mas ele aposta na mudança.
"As famílias sempre sonharam com o título de bacharel, indiferentes ao mercado de trabalho, o que não se vê em outros países. A empregabilidade de um técnico é maior, porque nossos cursos nascem em função da demanda da indústria. É uma escolha mais racional."
Disponíveis para 42 habilitações profissionais, os cursos técnicos do Senai-SP são gratuitos e duram de três a quatro semestres. Por ano, 20 mil alunos passam pelas 92 unidades do estado.
Entre os mais disputados estão os cursos de automação, tecnologia da informação e eletroeletrônica.
Essas também são as áreas que mais ofereceram vagas para profissionais de nível técnico nos últimos dois anos, de acordo com a Catho, site de empregos. Com a chegada do novo coronavírus, porém, a demanda por técnicos de enfermagem superou a de outras carreiras.

Vencedores na categoria curso técnico profissionalizante: Senai e Etec

Senai
21% das menções na pesquisa Datafolha O Melhor de sãopaulo Serviços 2020
Fundação1942
Unidades92 fixas, 78 móveis e um Núcleo de Educação Online (EAD)
Pessoas atendidas20 mil alunos só nos cursos de nível técnico
Funcionários5.527
CrescimentoO número de matrículas nos cursos de nível técnico passou de 20.847, em 2019, para 21.102 (previstas) em 2020
Ações sociaisO Senai-SP assessora empresas na implantação de tecnologias assistivas, incluindo diagnósticos, projetos sob medida para capacitação e adequação dos postos de trabalho para inserção de pessoas com deficiência no sistema produtivo
"Para nós, é motivo de grande satisfação receber esse prêmio. Isso é consequência do trabalho sério que o Senai-SP desenvolve por intermédio dos nossos docentes. No Senai-SP, os alunos têm acesso ao que há de mais moderno nas suas áreas e aprendem na prática uma profissão, sempre em sintonia com as necessidades da indústria. Isso garante alta taxa de empregabilidade para eles e mais qualidade de mão de obra para o empregador. Ao promover a educação profissional e tecnológica, inovação e a transferência de tecnologias, contribuímos para elevar a competitividade da indústria brasileira e a produtividade do trabalhador."
Paulo Skaf, presidente do Senai-SP

Etec
19% das menções na pesquisa Datafolha O Melhor de sãopaulo Serviços 2020
FundaçãoEntre 1981 e 1982
Unidades223 no estado, das quais 44 ficam na capital
Pessoas atendidas224 mil estudantes
FuncionáriosMais de 12 mil professores
CrescimentoNo primeiro semestre de 2020, foram oferecidas 86.939 novas vagas, um acréscimo de 7,3% em relação ao ano anterior
InovaçãoEm 2015, foi criado o Programa Escola de Inovadores, para que os participantes se capacitem e desenvolvam modelos de negócios sustentáveis para a criação de suas próprias empresas ou startups. Em 2019, o programa quintuplicou de tamanho em relação ao ano anterior
Ações sociaisNos últimos seis anos, foram treinados mais de 2.000 funcionários em temas como integração, metodologias de ensino para pessoa com deficiência, tecnologias assistivas, legislação e linguagem de sinais

"O Centro Paula Souza é a maior instituição pública de ensino profissional da América Latina, com alto índice de empregabilidade: três em cada quatro egressos das Etecs estão empregados em até um ano depois de formados. Procuramos levar oportunidades de inserção no mundo produtivo a milhares de jovens e adultos, com a formação de profissionais capazes de fazer frente aos desafios tecnológicos atuais e de contribuir para o crescimento sustentável de São Paulo". 

 

FOTOS

 
   


REDES SOCIAIS

 Instagram      Twiter    Facebook     Youtube

Alameda Perimetral, s/nº
         Ilha Solteira/SP 
         CEP 15385-000

Cel: (18) 99802-1011
E-mail: e065dir@cps.sp.gov.br

Etec Ilha Solteira - Todos os direitos reservados.
Site desenvolvido por www.acontecenailha.com.br